Até o próximo domingo - semana curtinha

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. dezembro 2008 23:04

Semaninha curta essa próxima, quinta-feira começa 2009, mas quarta já não se faz mais nada. Estou dando um tempo no meu trabalho, to fazendo só o que urgentíssimo, pra quinta-feira começar com 100% de vontade.

Hoje fez 50 anos que a ponte do Guaíba, que se eleva para a passagem de navios maiores foi inaugurada, antes dela a travessia entre Porto Alegre e a cidade de Guaíba era feita por balsas. Como não tenho 50 anos nunca fiz essa viagem. Fiz uma travssia de balsa uma vez do Paraguai pra Argentina, isso em 1980 e poucos e outra vez em Paranaguá 1996 quando minha turma fez uma viagem para a Ilha do Mel. Sinceramente prefiro as pontes, não tem a menor graça andar de balsa.

Uma história engraçada da ponte do Guaíba, se passa em 2006, eu e o Aurélio, em nossa primeira viagem fomos para Rio Pardo, acho, para uma apresentação. E quando chegamos na ponte ela estava subindo. Rapidamente o trânsito ficou congestionado e uma galera saiu dos seus carros. Como tava muito calor ficamos com o ar do carro do Aurélio ligado esperando. Lá pelas tantas a ponte começa a descer e a correria começa. Só que três pistas dão acesso a ponte e estavamos bem onde elas se encontravam (os três acessos). Ai volta um sujeito correndo com uma criança atrás, procurando o carro, o guri tava chorando e dizendo "Cadê o carro pai, cadê o carro?". Quem perde um carro? hehehe. Foi a parte engraçada dessa viagem, porque o resto foi deplorável. Na época viajamos com Cacau, Schummy e Judy. Prometeram zilhões de coisas e não havia nada. Ficamos em na sombra de uma árvore esperando a tarde passar, tudo isso em troca de 30 litros de gasolina.

Na foto o trânsito parado (traffic stuck - como em Beautiful Day). Os acessos a ponte são três, um para veículos que vem do centro de Poa, outro para os que vem no sentido contrário e um terceiro que vem da avenida Sertório Zona Norte de Porto Alegre.

Outras informações interessantes. No filme "O Homem que Copiava" com o Lazaro Ramos e com a meiga Leandra Leal, além de Pedro Cardoso e a Luana Piovani, em duas ou três oportunidades a ponte do Guaíba aparece. Pra mim esse filme do Jorge Furtado, não só esse, todos os que ele fez, "Ilha das Flores", "Houve uma vez dois verões" e "Meu tio matou um cara" são ótimos. Mas esse em especial é mais porque mostra vários locais em que eu vivia. O prédio onde a Leandra Leal morava, inclusive, eu cheguei a visitar pra olhar uma AP pra alugar.



Tags: , , ,

Comentários

29/12/2008 09:41:15 #

Fê

Uia! Que pontona! hehehe
Eu atravessava de balsa pra guaratuba, quando a 376 era horrivel... tb atravessava de balsa lá no rio Paraná, de SP para o MS, lugar lindo, dava pra ver 3 estados, os dois citados e mais MG. Hoje em dia tb tem uma ponte no lugar.

Canadá |

29/12/2008 11:25:01 #

Aurélio

Aquele dia foi engraçado, só quem viu... e pior que eles estavam na ponte errada, ou seja eles numa ponte e o carro na outra, muito engraçado mesmo...foi a primeira viagem como equipe , depois muitas vieram...

Aurélio Brasil |

29/12/2008 11:53:23 #

Dani

A única balsa que eu atravesso (e olhe lá) é entre Itajaí e Navegantes , não dura mais do que 5 minutos  (fora os 15 ou mais de fila dependendo do movimento hehehe mas, às vezes, é chegou, entrou).
Como Navegantes é uma cidade menor e boa parte da população estuda, trabalha ou tem que fazer alguma coisa em Itajaí, a balsa (ou ferry boat, o pessoal fala ferri bote mesmo) ganhou o carinhoso apelido de "Máquina do tempo" hehehehehe
Já falaram em construir uma ponte ou um túnel ligando as duas cidades, mas o dono da balsa não quer nem saber disso hehehehe

Dani Brasil |

29/12/2008 13:02:17 #

Fê

aqui tb falam férri bote! hahahahaha

Canadá |

29/12/2008 13:52:30 #

Fabiano

Ferry Boat é uma balsa encrementada, balsa é rústica, só a cabine pro piloteiro e deu. Ferry Boat tem andares, caideiras, cabine para o piloto e tals, hehehe.

Fabiano Brasil |

29/12/2008 18:02:15 #

Aurélio

cara eu passava numa balsa mais rústica ainda, tinha um cabo de aço atravessando o rio e um cara puxava a balsa atraves desse cabo, as vezes a gente ate ajudava pra ser mais rapido, essa ficava atras do zoo...
puxa estou ficando velho...hehehe

Aurélio Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"