Problemas e soluções em cães alternativos

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. julho 2010 21:10

Não é novidade pra mim treinar Dachshunds. Treinei além da Gordura outros dois. Então sei como as salsichas funcionam. Aprendem super rápido, mas ao mesmo tempo eu sei também, pros que estão acostumados a treinar Borders e Shetlands cheios de drive disponível, é muito difícil achar o ponto de um dog pequeno e menos rápido.

Pros padrões gordianos e salsichistas ela é um bem ativa, se estimulada, e rápida. Comparando com os que já vi em pista dessa raça é claro.

É divertido ver e treinar um cachorro assim. Eu por exemplo parei porque tenho três cães ativos meus e mais um emprestado. Mas gostaria aqui de dizer que as pessoas que tem cães assim que façam agility. Para um Dachshund é um ruim pular, não pule então, barras no chão.

Você precisa achar o que é melhor pra treinar um cachorro. Exemplo: a Aika tem um drive ótimo com brinquedo, louca da cabeça, mas ela fica tão adrenada que morde a roupa, perde o foco. Com carinho fica mais calma. Então uso a máxima "primeiro ensine seu cachorro a fazer depois busque velocidade". Com a Gordura um cachorro que adora petiscos não adianta treinar com comida! Totalmente contraditório. Gordura adora bolinha.

Todo mundo tem seu preço, seu cão não é diferente. 



Tags:

Comentários

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"