O futuro

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. novembro 2011 16:47
Tenho falado bastante no Théo porque ele tem treinado. Não me surpreende o fato de que uma criança queira praticar um esporte tão complexo, porque na verdade o que ele busca é o que todos nós buscamos. Fazer parte de algo.

Também não me surpreende tantas crianças ao mesmo tempo, é uma geração que nasceu dentro de pista. Não sabe o que é viver sem cachorro e vive com um cachorro que é parte da família. Então temos os casos que a Vanessa citou em seu mais recente post. Recomendo, ótimo levantamento de informações:

http://dogsfriendsfun.blogspot.com/2011/11/agility-kids-1.html

Artur comentou comigo dia desses, depois que a Mariana fez sua estreia oficial, sobre a criação de uma categoria, tipo Mirim que não me lembro agora o nome certo, pra abrigar essas crianças que não podem cair, de forma nenhuma, num mundo de competição. Precisam crescer mais e aprender primeiro o senso de responsabilidade que é necessário para ter um cão. Noção que muita gente adulta não tem.

Eu acho ótimo que seja criada e que as regras sejam muito flexíveis. Não vejo como perda de tempo numa prova, vejo como investimento no esporte. Acho que não deve ser cobrada inscrição, nem carteira de trabalho, que possam entrar acompanhadas por um adulto e que sejam acima de tudo felizes. Num outro post comentei que muito pode ser feito gastando pouco ou quase nada. Está ai um caso.


Tags:

Agility

Comentários

4/11/2011 18:45:24 #

Fe Lesnau

Pô, tá aí! Super a favor da criação dessa categoria! Nem que seja algo do tipo QRMBC! Dentro das pistas normais, os pequenos teriam suas proprias regras e podium.
Vamos tentar fazer isso vingar?
Bjos

Fe Lesnau Canadá |

4/11/2011 20:18:55 #

Vanessa R. Vianna

Em primeiro lugar... Valeu a citação, Fabiano! =) 'Brigadão e um mega-agradecimento pelo elogio!! =D

Em segundo lugar... Também sou a favor desse investimento! Seria bem legal ver os pequerruchos aprendendo a lidar com os cães e, aos poucos, com muita orientação, com a competição. Ter essa noção desde pequerrucho, ajuda muito não só no agility, mas NA VIDA!!

Mega apoiada a ideia!!

Vanessa R. Vianna Brasil |

4/11/2011 22:14:48 #

Daniel Nakamura

Seria bem bacana! A Cãopetição também tinha um condutor mirim...vi em apenas um Open, não sei se ainda treina.

Daniel Nakamura Brasil |

17/7/2012 10:13:53 #

trackback

na base

na base

Blog do Fabi |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"