Hora de diminuir a velocidade

escrito por Fabi Estiga nesta data  20. junho 2013 09:38

Nem a melhor das máquinas consegue estar sempre em máxima rotação, e mesmo que consiga estará assim até parar. Rotações. RPM, translação, batimentos cardíacos... quando param ou quando pararem tudo acaba ou acabará.

Nossos cães no agility não vão durar pra sempre, isso é óbvio, e na hora que vejo um deles no início do fim me pergunto sempre se isso valeu a pena. Normalmente creio que sim, valeu e valerá a pena sempre. Ainda que a dúvida seja o preço da pureza e a certeza seja pouco válida, parafraseando Humberto Gessinger.

Agility, bem feito, faz bem pro condutor e pro cão. Fico imaginando toda a felicidade ordenada por hormônios liberados no sangue desses cães que nos acompanham nesse esporte, que só de pensar em fazer já deve deixa-los mais contentes.

Nossos decanos estão nessa fase, Elvis e Schummy. Com 10 anos completos não os vejo nem mais no grau 1, pela altura dos saltos. Eles ainda são competitivos, eles querem fazer. Só que na verdade a falta de consciência não permite que vejam as limitações da idade.

Quem sabe entre os veteranos, com saltos mais baixos? É esse talvez seja o caminho para esses dois senhores. Envelhecer é uma oportunidade, nem todos conseguem isso.



Tags:

Agility

Comentários

21/6/2013 10:37:12 #

Miguel

Difícil demais...

Miguel Brasil |

22/6/2013 22:09:34 #

Vivian Razel

Que decisão triste e difícil! Cruel. A sensação é como se recebesse uma sentença de morte. Acho que esse é o pior lado do Agility.

Vivian Razel Brasil |

23/6/2013 08:55:00 #

Daniel Nakamura

Que legal esse salto!!! Vc não vai fazer um tutorial "faça você mesmo"?!
Bem bacana!

Daniel Nakamura Brasil |

26/6/2013 08:37:41 #

Fe Lesnau

a Jenny Damm compete ainda com o bc dela, de 12 anos (acho q é isso), Elvis tb (acho q tb é isso)... Vi esses dias um video dele, o dog parece estar bem pra caramba ainda... acho que tudo depende da região, modo de vida, tempo de treino... acredito que muito treino e pouco treino prejudiquem e tornem a vida de atleta de um cão mais curta...

Fe Lesnau Brasil |

26/6/2013 09:17:45 #

Vívian Razel

Acho Fê, que a falta de regularidade de treinos associada aos problemas de salto que ele sempre teve resultaram nisso. Além da loucura de pular e nem se importar em se estrupiar rss! Vamos ver no que dá.

Vívian Razel Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"