10 anos de agility - foi em Campinas

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. novembro 2013 11:42

Contei ontem a história da pata do Elvis, talvez uma lagarta tenha queimado as almofadas da pata traseira dele, semana passada. Ou uma aranha mordeu, não sei. Se aparecer pendurado na árvore saberemos o que foi, hehe.

Lembrei do que aconteceu com o Schummy em 2006. E acho que vale contar outra vez para a seção de 10 anos de agility, que terminará em fevereiro de 2014, quando completo 11 anos dentro do esporte. Vamos lá.

Era outubro de 2006. Schummy começava a render dentro de pista. No final da I Copa CBA fez duas boas pistas. Uma com duas faltas e outra com apenas uma. Fiquei com a 6ª colocação na 6ª etapa lá em Itú. Depois de um mês de treino o dog estava muito bom. Com zonas legais e boa entrada de slalon.

Na quarta-feira pré viagem para a abertura do VII Campeonato Brasileiro o Schummy aparece mancando, MUITO. Como? Do nada aparece assim? Fui olhar a pata e havia uma gosma em uma das dianteiras. Imediatamente saquei que era uma lagarta esmagada. Pisou, queimou e depois ficou inchada.

Sabendo do problema solicitei uma carteira para a Guíça, que já treinava, fazia a passarela, mas não sabia o que era muro e salto em distância. Liguei para São Paulo e pedi que fosse feita uma troca. Naquele tempo as inscrições eram enviadas num arquivo do EXEL. Solicitar a CT também era manual, via email. Falei com o Artur, expliquei e a CT ficou em standby.

Na quinta a noite ele ainda mancava, então dei o ok para a troca. Sai Schummy entra Guíça.

Problema é que ela nunca havia viajado, nunca havia treinado em outro local fora da Amigo Cão, enfim... ela era um bicho do mato, medrosa mesmo. Ficou um dia sem fazer xixi durante a viagem.

Na prova estava tudo ótimo, apenas um refúgo quase no final, antes da casa, nenhum problema com o muro e com o salto em distância. Fui até a casa do Aurélio treinar isso. O problema foi quando ela chegou na passarela. Sinceramente não sei o que aconteceu, a primeira vez (a da foto by Fê Lesnau) foi que foi e parou no meio. Pulou e não quis subir mais, levamos os refugos, desclassificados, fiquei muito desanimado. Alias, aquele final de semana foi para esquecer, ninguém foi bem. Nem entrei em pista no domingo, pra não piorar a situação.

O Aurélio ainda beliscou um pódio no domingo, mas eu, Tiago fazendo sua estréia no grau 2 com o Mago, e a Fernanda com a Kiara, todos fomos muito mal. Fora as brigas que rolaram. Parecia coisa de banda de rock. Superastros.

Porém tudo vale como aprendizado, esse foi um ponto importante dessa jornada com a Guíça. Com certeza me fez melhorar, dar mais atenção para esse momento antes de colocar para competir. Nossa jornada foi bem longa, competimos e treinamos muito. Ao ponto de até hoje ser o dog com que mais tive sucesso no esporte.

Não preciso dizer que no sábado, em casa, Schummy já estava bom, certo? Acho que ele não queria era viajar mesmo.



Tags:

10 anos

Comentários

25/11/2013 21:28:22 #

Miguel

Tá vendo. Se seus dogs andassem calçados como a mulher do Face sugeriu, você não teria esses problemas... kkk...

Miguel Brasil |

25/11/2013 22:41:55 #

Fabiano Estigarribia

é, e se bananas comessem macacos... devo ter cara de psiquiatra. kk

Fabiano Estigarribia Brasil |

26/11/2013 21:21:59 #

Fe Lesnau

essa prova realmente não sairá das nossas cabeças! só coisa ruim... Mas passamos por ela e seguimos firme e fortes =)

Fe Lesnau Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"