Copa CBA subiu no telhado

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. novembro 2014 22:23

Coisa de uns dois anos eu surtei com uma mudança de calendário, tem gravado ai em algum lugar, num RockAgility da vida. Perdi uns pontos naquela oportunidade porque fui muito além do que é aconselhável. Enfim, nem sempre a gente acerta e naquela ocasião o meu desabafo foi o que muitos gostariam de ter feito. Se eu tive coragem ou fui louco o bastante...

Particularmente gostaria de ser menos crítico e ou morar em São Paulo.

Hoje ocorreu outra mudança no calendário, a Copa CBA em dezembro foi transferida para 21 e 22 de fevereiro. Por dois motivos: falta de fotocélula e de local para realização das provas. Melhor cancelar agora do que anunciar no dia da prova um possível cancelamento pela falta do aparato eletrônico.

Com isso o que estava marcado, de uma forma quase ideal de dois em dois meses agora está embolado em 2015. Nacionais em Janeiro, Fevereiro e Março, Américas e Caribe em Abril, e novamente em Maio a Copa Sérgio de Castro. Interessante que alguns estão constatando que o Américas e Caribe do Brasil sairá tão ou mais caro do que os que são realizados fora do país.

Eu não conseguirei bancar esse calendário maluco. Passou da hora do Brasileiro ser Brasileiro mesmo. Não pelo dinheiro, porque pra estar em todas de janeiro até maio gastaria a mesma coisa que se fossem separados de dois em dois meses. E sim pelo dinheiro que deixarei de ganhar sem trabalhar. Aqui em casa são quatro dias fora e dois dias sem trabalho. Então precisamos contabilizar o valor da viagem mais os dias sem ganhar.

Sei de todo o empenho das pessoas que estão lá trabalhando para manter o Agility, acabamos de ver uma mudança grande no comando, mudanças na secretaria, é o início de um trabalho. O que coloco aqui é que dessa forma não é justo. Todos os que precisam viajar pra competir, tendo ou não estadual, já sairão 2015 com uma desvantagem em relação aos que são de São Paulo.

Fecho este post com uma desmotivação gigante. Mais uma vez. Espero ter sido mais light na minha reclamação. Espero que os amigos entendam e saibam que eu também quero o melhor para o esporte.



Tags:

Agility | Lamentável

Comentários

19/11/2014 09:04:47 #

Artur Pires

Fabiano

Não vou falar da mudança de calendário, porque entendo a posição de quem é de fora de SP, mas por outro lado os argumentos que levaram a esta mudança eram demasiado importantes.
Vou falar de outro assunto por ti abordado, já que quem propõem escrever publicamente tem responsabilidade sobre isso.
Dizes tu em determinado ponto. "Interessante que alguns estão constatando que o Américas e Caribe do Brasil sairá tão ou mais caro do que os que são realizados fora do país."
Ora seria bom que esses cálculos fossem tornados públicos de maneira a que se algo está errado com a organização do evento, possa ser reajustado dentro do possível, pois não será aceitável alguém gastar mais em uma competição no seu pais do que na mesma competição disputada em outro país.Ficarmos só no achismo, não é bom para ninguém, muito menos para a publicidade de um evento importante como o Américas e Caribe.
Fico no aguardo desses cálculos ou de uma melhor explicação.
abs

Artur Pires Brasil |

19/11/2014 22:10:18 #

fabi

Vou providenciar os cálculos Artur, mas acredito que pode chegar bem perto de um A&C em Buenos Aires, ou Chile. O preço da passagem de avião para esses locais é bem barato, mais barato do que viajar para dentro do pais. Dependendo do dia, Poa->Sampa, por exemplo, pode chegar aos 600 reais. No caso de Itu, ainda tem o translado para a cidade que não está incluso. De carro custa o mesmo ou mais de gasolina ida e volta. Se escolher o hotel da competição, o preço em dólares meio que fica, elas por elas. Não é achismo.

Agora, Artur, entendo o teu lado e é preciso entender o meu. Não estou criticando a competição, apenas o calendário, novamente. Cinco meses de competições nacionais, com uma internacional no meio, é muito forçado. Eu não tenho férias, pra essas provas terei que ficar uma semana fora, sem trabalhar. Nem eu nem a Vívian.

Pra competir nos nacionais vou ter que ficar fora do Américas e Caribe, e para estar no Américas e Caribe esterei fora dos nacionais, é muita coisa.

fabi Brasil |

19/11/2014 22:11:52 #

Adriano Soares

Sobre o dito concordo com vc Fabi sobre o Brasileiro se tornar um verdadeiro Brasileiro. Posso falar de carteirinha pois trabalho arduamente para o crescimento do esporte em meu estado.Venho observando que a duas temporadas 3 estados Minas, Rio e Paraná vem com seus estaduais planejados e muito bem organizados,com duplas que participam tambem de Brasileiro.Estados estes prontos para receber o Brasileiro.
OBS: Com o novo regulamento duplas de fora pagam 50% das inscrições ficando agora, viavel sim, etapas fora de São Paulo.

Adriano Soares Brasil |

19/11/2014 23:02:28 #

Aurélio Schubert

Artur para mim chile ou argentina o gasto é o mesmo ou quase...porem não é culpa da organização e sim da distância. ...

Aurélio Schubert Brasil |

19/11/2014 23:59:26 #

trackback

Explicando melhor

Explicando melhor

Blog do Fabi |

20/11/2014 08:46:29 #

Artur Pires

Amigos

Mais uma vez entendo as vossas posições, mas vamos esclarecer um pouco.Sobre o Américas e Caribe, temos as inscrições mais baratas do que as praticadas nos últimos campeonatos, com a vantagem de a cotação do dólar ter sido fixada em R$2,40 em 1/10, para os nacionais e hoje estar na base de 2,56, logo se a prova fosse em outro país a cotação seria a do dia do pagamento, temos possibilidade de alojamento e alimentação , mais baratos do que os encontrados em outros países etc. Agora o Brasil é um continente e esse preço paga-se.Em relação ao Camp Brasileiro, esqueceram-se de Pernanbuco que vai no seu VIII Campeonato..... abs

Artur Pires Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"